Análise ergonômica do trabalho – eSocial

A Análise Ergonômica do Trabalho é um documento obrigatório, assim como PPRA e PCMSO, exigido pela Norma Regulamentadora 17 e atendendo a tabela 23 do eSocial. Trata-se do laudo de cada posto de trabalho contendo mensurações quantitativas e qualitativas levantadas através de questionários, checklists, antropometria e métodos de análise específicos. Traz também sugestões de plano de ação e cronograma para atender solicitações da DRT e/ou melhorar o ambiente de trabalho.

NR 17 – Ergonomia (117.000-7)

17.1. Esta Norma Regulamentadora visa a estabelecer parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, de modo a proporcionar um máximo de conforto, segurança e desempenho eficiente.

17.1.1. As condições de trabalho incluem aspectos relacionados ao levantamento, transporte e descarga de materiais, ao mobiliário, aos equipamentos e às condições ambientais do posto de trabalho e à própria organização do trabalho.

17.1.2. Para avaliar a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, cabe ao empregador realizar a análise ergonômica do trabalho, devendo a mesma abordar, no mínimo, as condições de trabalho, conforme estabelecido nesta Norma Regulamentadora.